PIB deve levar ao menos 11 trimestres para retomar o nível anterior à crise

Segundo o Comitê de Datação dos Ciclos Econômicos (Codace), da FGV, passados cinco trimestres após o fim da crise - que começou no segundo trimestre de 2014 e teve fim no quarto trimestre de 2016 -, o país cresceu 2,7% em termos acumulados; falta avançar outros 5,5% apenas para que a economia retorne ao nível pré-recessão

PIB deve levar ao menos 11 trimestres para retomar o nível anterior à crise
PIB deve levar ao menos 11 trimestres para retomar o nível anterior à crise (Foto: Esq.: Reuters)

247 - Mantido o ritmo atual de crescimento, de 0,5% nos cinco trimestres após o término do período recessivo, o Produto Interno Bruto (PIB) levará quase três anos para voltar ao nível pré-crise - ou 11 trimestres, de acordo com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). Segundo o Comitê de Datação dos Ciclos Econômicos (Codace), também da FGV, passados cinco trimestres após o fim da crise - que começou no segundo trimestre de 2014 e teve fim no quarto trimestre de 2016 -, o país cresceu 2,7% em termos acumulados. Falta avançar outros 5,5% apenas para que a economia retorne ao nível pré-recessão.

Outra notícia nada animadora é que a velocidade do PIB considerada no exercício, já fraca, de 0,5%, não se sustentará. "O cenário prospectivo é muito preocupante. Depois de passar por uma das mais severas recessões de nossa história, ainda estamos recuperando apenas parte do que foi perdido em termos de crescimento", afirma a economista Silvia Matos, coordenadora do Boletim Macro do Ibre e autora dos cálculos.

Leia a íntegra no Valor

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247