Poupança tem recorde de saídas em janeiro diante do fim do auxílio emergencial

O Banco Central informou nesta quinta-feira, 4, que os saques das cadernetas de poupança superaram os depósitos em R$ 18,153 bilhões em janeiro deste ano, sendo a maior retirada de recursos mensal desde o início da série histórica da instituição

Poupança tem fuga recorde .
Poupança tem fuga recorde . (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Banco Central informou nesta quinta-feira, 4, que os saques das cadernetas de poupança superaram os depósitos em R$ 18,153 bilhões em janeiro deste ano, sendo a maior retirada de recursos mensal desde o início da série histórica da instituição, em janeiro de 1995.

Até então, a maior havia sido registrada em janeiro de 2020, com R$ 12,356 bilhões - indicando um empobrecimento geral da população, que está tendo de recorrer às economias.

De acordo com a instituição, os saques da poupança somaram R$ 263,062 bilhões em janeiro, enquanto os depósitos totalizaram R$ 244,908 bilhões no período.

De acordo com os especialistas, o aumento dos saques se deu sobretudo pela falta do auxílio emergencial para salvaguardar a população durante a crise do novo coronavírus.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email