Pré-sal segue competitivo, assegura Petrobras

Estatal reafirmou a viabilidade técnica e econômica do pré-sal "mesmo considerando o atual cenário adverso dos preços do petróleo" nesta quinta-feira; preço do barril fechou ontem abaixo de US$ 35, menor nível desde junho de 2004

Estatal reafirmou a viabilidade técnica e econômica do pré-sal "mesmo considerando o atual cenário adverso dos preços do petróleo" nesta quinta-feira; preço do barril fechou ontem abaixo de US$ 35, menor nível desde junho de 2004
Estatal reafirmou a viabilidade técnica e econômica do pré-sal "mesmo considerando o atual cenário adverso dos preços do petróleo" nesta quinta-feira; preço do barril fechou ontem abaixo de US$ 35, menor nível desde junho de 2004 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A Petrobras reafirmou nesta quinta-feira a viabilidade do pré-sal, "mesmo considerando o atual cenário adverso dos preços do petróleo". O preço do barril fechou nesta quarta abaixo de US$ 35, menor nível desde junho de 2004.

Em um comunicado enviado ao portal G1, que fazia questionamentos à estatal sobre a viabilidade do investimento no pré-sal, a companhia "está sendo possível otimizar o break even [preço mínimo do barril a partir do qual a produção é economicamente viável] do pré-sal".

"As nossas atuais estimativas já sinalizam para valores inferiores aos que foram divulgados anteriormente, confirmando a competitividade econômica do pré-sal, mesmo considerando o atual cenário adverso dos preços do petróleo", acrescentou a estatal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247