Preço do gás cai na refinaria, mas não chega ao consumidor

O Cepea, Centro de Pesquisa Econômica Aplicada) ligado à Usp (Universidade de São Paulo), identificou uma queda de até 20% nos preços do etanol e do gás de cozinha nas refinarias; o que chama a atenção é que essa queda não chega ao consumidor, que continua pagando o mesmo valor severamente reajustado de meses atrás; "A cadeia de comercialização não está transmitindo a queda", diz o presidente da Datagro, Plinio Nastari, especialista no setor

Botijão de gás de cozinha
Botijão de gás de cozinha (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Cepea, Centro de Pesquisa Econômica Aplicada) ligado à Usp (Universidade de São Paulo), identificou uma queda de até 20% nos preços do etanol e do gás de cozinha nas refinarias. O que chama a atenção é que essa queda não chega ao consumidor, que continua pagando o mesmo valor severamente reajustado de meses atrás. "A cadeia de comercialização não está transmitindo a queda", diz o presidente da Datagro, Plinio Nastari, especialista no setor. 

“A queda no preço do reflete o início da colheita de cana-de-açúcar da safra 2017-2018. O anidro, que é misturado à gasolina, também ficou mais barato, mas em menor ritmo: a queda em quatro semanas é de 12,3%.

Os dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo) mostram que tanto distribuidoras quanto postos seguram o repasse. O preço praticado pelo segmento de distribuição caiu apenas 3,2% no período. As margens de lucro dos postos subiram 23,5%.

Leia mais aqui.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247