Presidente da Infraero detona leilões de aeroportos

Em ofício reservado, Antônio Claret manifestou preocupação com o futuro da empresa ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa; segundo ele, conceder à iniciativa privada alguns dos aeroportos lucrativos da Infraero irá gerar gastos extras de mais de R$ 3 bilhões ao governo federal e manterá a estatal no vermelho por mais de 15 anos

Em ofício reservado, Antônio Claret manifestou preocupação com o futuro da empresa ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa; segundo ele, conceder à iniciativa privada alguns dos aeroportos lucrativos da Infraero irá gerar gastos extras de mais de R$ 3 bilhões ao governo federal e manterá a estatal no vermelho por mais de 15 anos
Em ofício reservado, Antônio Claret manifestou preocupação com o futuro da empresa ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa; segundo ele, conceder à iniciativa privada alguns dos aeroportos lucrativos da Infraero irá gerar gastos extras de mais de R$ 3 bilhões ao governo federal e manterá a estatal no vermelho por mais de 15 anos (Foto: Gisele Federicce)

247 - Em um ofício reservado cujo conteúdo foi divulgado pelo portal G1, o presidente da Infraero, Antônio Claret, criticou o leilão de aeroportos anunciado pelo governo Temer. O documento é de 17 de agosto.

Ele manifestou preocupação com o futuro da empresa ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa. Segundo Claret, conceder à iniciativa privada alguns dos aeroportos lucrativos da Infraero irá gerar gastos extras de mais de R$ 3 bilhões ao governo federal e manterá a estatal no vermelho por mais de 15 anos.

O governo federal anunciou nesta quarta 23 um plano de 57 privatizações, com o objetivo de aliviar o rombo das contas públicas. Entre elas estão 18 aeroportos, incluindo o de Congonhas, em São Paulo, e do Recife, dois dos mais lucrativos da Infraero.

"(...) A inclusão de mais aeroportos superavitários da rede Infraero (a exemplo de Santos Dumont, Congonhas, Curitiba e Recife) nas concessões em bloco trará, inevitavelmente, a dependência de recursos do Tesouro para manutenção do custeio da Infraero", diz trecho do documento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247