Produção de petróleo da Petrobras cai pelo 6º mês seguido

Em março, produção média de petróleo da Petrobras no Brasil caiu para 2,07 milhões de barris de petróleo por dia (bpd); volume representou uma queda de 0,8% em relação a fevereiro, principalmente devido à manutenção de equipamentos na plataforma Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula, pré-sal da Bacia de Santos, informou a empresa; quando comparado com março de 2017, houve uma queda de mais de 2%

plataforma petroleo
plataforma petroleo (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção média de petróleo da Petrobras no Brasil caiu em março pela sexta vez consecutiva ante o mês anterior, para 2,07 milhões de barris de petróleo por dia (bpd), informou a petroleira estatal em nota nesta sexta-feira.

O volume representou uma queda de 0,8 por cento em relação a fevereiro, principalmente devido à manutenção de equipamentos na plataforma Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula, pré-sal da Bacia de Santos, informou a empresa.

Quando comparado com março de 2017, houve uma queda de mais de 2 por cento.

A produção média total da Petrobras, por sua vez, somando petróleo e gás natural, foi de 2,66 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,56 milhões boed produzidos no Brasil e 99 mil boed no exterior.

A produção total caiu 1,1 por cento ante fevereiro, enquanto apresentou baixa de 3 por cento na comparação com março de 2017.

Já a produção média de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 78,1 milhões de metros cúbicos por dia em março, queda de 2,9 por cento ante o mês anterior, principalmente devido à parada para manutenção da plataforma de Peroá, na Bacia do Espírito Santo e intervenções na plataforma de Mexilhão, na Bacia de Santos.

No exterior, a produção média da companhia de petróleo foi 61 mil bpd e, a de gás natural, de 6,4 milhões de m³/d, ambas em linha com o mês anterior.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247