Programa Verde Amarelo, para gerar empregos, vai mais reforçar caixa do governo do que proporcionar trabalho

A constatação é da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. O programa de Bolsonaro e Guedes, que taxa o seguro-desemprego, renderá R$ 12,7 bilhões aos cofres do governo até 2024. A meta de 1,8 milhão de vagas de emprego é considerada pela IFI difícil de ser atingida

Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um estudo da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado avaliou que o Programa Verde Amarelo de Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem por objetivo diminuir a taxa de desemprego no Brasil, vai, na verdade, engordar o caixa do governo.

A IFI analisou que a iniciativa do governo federal irá render R$ 12,7 bilhões até 2024 com a taxação do seguro-desemprego dos trabalhadores. Em contrapartida, a meta de oferecer 1,8 milhão de vagas de emprego é considerada pela instituição difícil de ser atingida.

Se 900 mil vagas de emprego forem oferecidas, metade da meta, o custo do programa cairia para R$ 5,7 bilhões, tendo ainda sim um ganho extra de R$ 7 bilhões. Caso fosse cumprido um quarto da meta, 450 mil vagas, o programa renderia ao governo R$ 11, 6 bilhões, já que os custos cairiam para R$ 1,1 bilhão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247