Proposta do governo Bolsonaro para abrir mercado às importações vai quebrar 10 dos 23 setores industriais do Brasil

Conclusão do impacto da medida sobre a indústria nacional está contida em um estudo encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) à Universidade de Victoria, na Austrália

247 - A proposta do governo Jair Bolsonaro para reduzir unilateralmente da Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul em até 50% resultaria na quebra do Produto Interno Bruto (PIB) de pelo dez dos 23 setores industriais do Brasil. A conclusão do impacto da medida sobre a indústria nacional está contida em um estudo encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) à Universidade de Victoria, na Austrália. 

Segundo o relatório, divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo, a redução abrupta das tarifas impactará negativamente a geração de empregos e a retomada do crescimento econômico. Ainda de acordo com a CNI, o governo Bolsonaro não procurou escutar o setor privado, não realizou análises sobre os impactos e nem sobre a regulação, além de não contemplar no plano o incentivo à competividade. 

"Somos a favor da abertura, mas com diálogo e transparência. Nem a indústria nem o Congresso podem ficar de fora desse debate, pois o impacto é enorme nos estados e nos municípios industriais", disse o presidente da CNI, Robson Andrade, em nota sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247