PT concentra 68% das dez maiores doações privadas

Campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff recebeu maior parte dos repasses das dez maiores financiadoras das eleições, somando R$ 123,6 milhões; tucano Aécio Neves ficou com 23% e R$ 46,5 milhões; e Marina Silva, do PSB, só recebeu 9% da verba, chegando a R$ 23 milhões; grupo JBS é o líder do ranking dos maiores doadores, seguido das construtoras Andrade Gutierrez, OAS e Odebrecht

Campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff recebeu maior parte dos repasses das dez maiores financiadoras das eleições, somando R$ 123,6 milhões; tucano Aécio Neves ficou com 23% e R$ 46,5 milhões; e Marina Silva, do PSB, só recebeu 9% da verba, chegando a R$ 23 milhões; grupo JBS é o líder do ranking dos maiores doadores, seguido das construtoras Andrade Gutierrez, OAS e Odebrecht
Campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff recebeu maior parte dos repasses das dez maiores financiadoras das eleições, somando R$ 123,6 milhões; tucano Aécio Neves ficou com 23% e R$ 46,5 milhões; e Marina Silva, do PSB, só recebeu 9% da verba, chegando a R$ 23 milhões; grupo JBS é o líder do ranking dos maiores doadores, seguido das construtoras Andrade Gutierrez, OAS e Odebrecht (Foto: Roberta Namour)

247 – Até o final de agosto, a campanha da presidente Dilma Rousseff concentrou a maior parte das doações dos dez maiores financiadores da corrida pela Presidência – 68% da verba total. 

O presidenciável tucano Aécio Neves aparece em segundo, com 23% de recursos recebidos. Já Marina Silva, candidata do PSB, que assumiu o lugar de Eduardo Campos e já é apontada pelas pesquisas como principal adversária de Dilma, ficou com apenas 9% das doações. 

As informações foram coletadas pelo Estadão Dados, que aponta o grupo JBS como o líder do ranking de financiadores, com R$ 31 milhões até agora. Do total, 65% foi para a campanha do PT. Já a construtora OAS destinou R$ 23,6 milhões para as eleições, segundo 85% para o comitê de Dilma. 

Em contrapartida, o Itaú Unibanco, da família de Neca Setúbal, coordenadora do programa de governo de Marina Silva, não destinou nem um centavo para a candidata petista, repartindo igualmente verba entre seus dois principais adversários.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247