Recessão da era Temer fecha 118 mil vagas no setor de infraestrutura em 12 meses

Ao contrário do que diz o discurso oficial de que a economia está retomando o crescimento, a recessão do governo Michel Temer levou ao fechamento de 118 mil postos de trabalho no setor de infraestrutura nos últimos doze meses; segundo a Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações de Classe de Infraestrutura (Brasinfra), número corresponde a 14,7% do total de vagas do setor em nível nacional

Michel Temer, construção civil .2
Michel Temer, construção civil .2 (Foto: Paulo Emílio)

247 - A recessão do governo Michel Temer levou ao fechamento de 118 mil postos de trabalho no setor de infraestrutura nos últimos doze meses. Segundo a Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações de Classe de Infraestrutura (Brasinfra), número corresponde a 14,7% do total de vagas do setor em nível nacional. No acumulado dos dois últimos anos, corte chega a 27,4%.

"São demissões de mão de obra menos qualificada, que costuma ser temporária, mas também milhares de engenheiros e técnicos", disse o diretor da Brasinfra, Carlos Laurito, em entrevista a coluna Mercado Aberto, da Folha. "Nosso pleito é que sejam retomadas obras do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] que estão paradas", completou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247