Recessão e dólar alto reduzem gastos de brasileiros no exterior em quase 21%

Com a recessão econômica sem dar sinas de enfraquecimento e com o dólar mais caro, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior chegaram a US$ 1,382 bilhão em agosto; redução de 20,8% em relação ao mesmo mês de 2017 (US$ 1,745 bilhão); segundo o BC, no acumulado de janeiro a agosto, os gastos somaram US$ 12,686 bilhões, recuo de 2,07% em relação aos oito meses do ano passado

Recessão e dólar alto reduzem gastos de brasileiros no exterior em quase 21%
Recessão e dólar alto reduzem gastos de brasileiros no exterior em quase 21%

Kelly Oliveira, repórter da Agência Brasil - Com o dólar mais caro, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior estão em desaceleração. Em agosto, essas despesas chegaram a US$ 1,382 bilhão, com redução de 20,8% em relação a agosto de 2017 (US$ 1,745 bilhão), informou hoje (24), em Brasília, o Banco Central (BC).

No resultado acumulado de janeiro a agosto, os gastos somaram US$ 12,686 bilhões, com recuo de 2,07% em relação aos oito meses do ano passado.

As receitas de estrangeiros no Brasil atingiram US$ 482 milhões em agosto, e US$ 4,139 bilhões nos oito meses de 2018, contra US$ 455 milhões e US$ 3,954 bilhões, em iguais períodos de 2017, respectivamente.

Com esses resultados de receitas e despesas, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 900 milhões em agosto, e em US$ 8,547 bilhões de janeiro a agosto deste ano, informou o Banco Central.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247