Requião denuncia aposentadoria de marajá de Meirelles: R$ 250 mil/mês

“Vejo no Google que a aposentadoria de Meirelles no Boston Bank e de R$ 250.000 por mês. Ele quer acabar com a sua aposentadoria”, denunciou o senador do PMDB

Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante entrevista coletiva no ministério (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante entrevista coletiva no ministério (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do blog do Esmael

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) abriu fogo nesta terça (6) contra o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Segundo o parlamentar, o homem que pretende que os trabalhadores morram sem ter direito à aposentadoria tem o benefício mensal de R$ 250 mil.

“Vejo no Google que a aposentadoria de Meirelles no Boston Bank e de R$ 250.000 por mês. Ele quer acabar com a sua aposentadoria”, denunciou o senador do PMDB.

O internauta José Cristiano Daudt interagiu com o parlamentar: “o problema não ele querer acabar com a minha, mas acabar com a minha para poder pagar + juro pra o Banco pagar a dele.”

Não é só Meirelles que quer acabar com a aposentadoria dos trabalhadores e têm vencimentos de marajá, conforme registrou mais cedo o Blog do Esmael.

O caso do ilegítimo Michel Temer (PMDB) também é muito escandaloso, pois ele se aposentou pelo governo de São Paulo aos 55 anos com aposentadoria de R$ 30 mil. O “presidente” ainda acumula vencimentos do cargo, mais R$ 27,8 mil ao mês.

meirelles_requiao

Outro demagogo que advoga o fim da aposentadoria do povo pobre é o chefe da Casa Civil, ministro Eliseu Padilha, que “pendurou as chuteiras” aos 53 anos, em 1999, com salário de R$ 19,3 mil pagos pela Câmara. Ele ainda recebe R$ 30,9 mil.

Ou seja, esse governo de marajás não tem moral para acabar com o direito de aposentadoria do nosso povo trabalhador.

Que tal eles começassem a dar o exemplo, limitando suas respectivas aposentadorias às leis que propõem para todos os comuns mortais?

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247