Salário mínimo de R$ 724 entra em vigor no dia 1

Valor é 6,78% superior aos R$ 678 atuais; percentual está acima da inflação medida pelo IPCA que, segundo a projeção mais recente do boletim Focus, deve fechar o ano em 5,72%; aumento do salário mínimo está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2014

Valor é 6,78% superior aos R$ 678 atuais; percentual está acima da inflação medida pelo IPCA que, segundo a projeção mais recente do boletim Focus, deve fechar o ano em 5,72%; aumento do salário mínimo está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2014
Valor é 6,78% superior aos R$ 678 atuais; percentual está acima da inflação medida pelo IPCA que, segundo a projeção mais recente do boletim Focus, deve fechar o ano em 5,72%; aumento do salário mínimo está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2014 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Branco
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O novo salário mínimo de R$ 724 passa a vigorar amanhã (1°). O valor é 6,78% superior aos R$ 678 atuais. O percentual está acima da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo que, segundo a projeção mais recente do boletim Focus, divulgada no início da semana passada pelo Banco Central, deve fechar o ano em 5,72%.

O aumento do salário mínimo está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2014, e foi aprovado pelo Congresso na semana anterior à do Natal. No dia 23 de dezembro, a presidenta Dilma Rousseff assinou o decreto com o reajuste e confirmou o novo valor em sua conta no Twitter.

Segundo informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o mínimo injetará R$ 28,4 bilhões na economia em 2014. De acordo com cálculos da entidade, o novo valor permite a compra de 2,23 cestas básicas. Trata-se da maior relação de poder de compra desde 1979.

O salário mínimo passou a vigorar no Brasil em 1º de maio de 1940, durante o governo Getúlio Vargas. A Constituição Federal estabelece que o valor deveria ser suficiente para suprir as necessidades básicas do trabalhador e de sua família: alimentação, moradia, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247