Sem recursos, construção civil suspende novos projetos do MCMV

Após o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, anunciar na semana passada que os recursos orçamentários destinados ao programa Micha Casa, Minha Vida, só durarem até junho, o setor da construção civil já se prepara para suspender a implantação de novos projetos; "Não tem o que fazer, o que deu foi garantir até junho. Agora é esperar a Previdência [votação da reforma da Previdência] para negociar depois", disse o presidente da Cbic, José Carlos Martins.

Sem recursos, construção civil suspende novos projetos do MCMV
Sem recursos, construção civil suspende novos projetos do MCMV (Foto: Claudio Fachel/Palácio piratini)

247 - Após o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto anunciar na semana passada que os recursos orçamentários destinados ao programa Micha Casa, Minha Vida, só durarem até junho, o setor da construção civil já se prepara para suspender a implantação de novos projetos.

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a expectativa do setor é que o governo complemente os recursos necessários à continuidade do programa. "Não tem o que fazer, o que deu foi garantir até junho. Agora é esperar a Previdência [votação da reforma da Previdência] para negociar depois", disse o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), José Carlos Martins.

O programa Minha Casa, Minha Vida responde por 70% do orçamento do Ministério do Desenvolvimento Regional. No início de março, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC) alertou que o governo elevou de 2 dias para 45 dias o prazo para o pagamento das obras do MCMV, após as medições, e que, se a situação não for regularizada, as construtoras podem ser obrigadas a fazer demissões. (Leia no Brasil 247)

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247