Servidores denunciam censura no BNDES

Thiago Mitidieri, presidente da Associação dos Funcionários do BNDES e técnico do Banco, está sendo alvo de um processo interno pelo Conselho de Ética da instituição; o motivo: um comunicado no quadro de avisos convocando os colaboradores para ato contra a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência

Sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Rio de Janeiro, Brasil 06/09/2017 REUTERS/Pilar Olivares
Sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Rio de Janeiro, Brasil 06/09/2017 REUTERS/Pilar Olivares (Foto: Gisele Federicce)

247 - O clima é de tensão dentro do BNDES, onde funcionários interpretam como censura um procedimento interno contra um funcionário.

Trata-se de Thiago Mitidieri, presidente da Associação dos Funcionários do BNDES e técnico da instituição, que está sendo alvo de um processo interno pelo Conselho de Ética.

O motivo: um comunicado no quadro de avisos convocando os colaboradores para ato contra a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência do governo Temer.

A Associação já trabalha em sua defesa na esfera judicial. Nota da entidade lembra que os projetos do governo Temer afetam trabalhadores de todas as áreas, e especialmente os colaboradores do Banco.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247