Setor privado terá protagonismo na indústria de petróleo, diz IBP

Atual crise na indústria de petróleo do Brasil está permitindo que o setor privado tenha maior protagonismo, levando à maior transformação desde a abertura do setor, quando houve a quebra de monopólio da exploração e produção da Petrobras, afirmou o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Jorge Camargo; "São as crises que nos levam a mudar... Realmente é um novo ciclo que estamos começando", disse; até outubro a Petrobras - que vem reduzindo investimentos em função da crise -  publicará seu plano de negócios, dando mais visibilidade para o setor como um todo realizar seus próprios planos estratégicos

Atual crise na indústria de petróleo do Brasil está permitindo que o setor privado tenha maior protagonismo, levando à maior transformação desde a abertura do setor, quando houve a quebra de monopólio da exploração e produção da Petrobras, afirmou o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Jorge Camargo; "São as crises que nos levam a mudar... Realmente é um novo ciclo que estamos começando", disse; até outubro a Petrobras - que vem reduzindo investimentos em função da crise -  publicará seu plano de negócios, dando mais visibilidade para o setor como um todo realizar seus próprios planos estratégicos
Atual crise na indústria de petróleo do Brasil está permitindo que o setor privado tenha maior protagonismo, levando à maior transformação desde a abertura do setor, quando houve a quebra de monopólio da exploração e produção da Petrobras, afirmou o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Jorge Camargo; "São as crises que nos levam a mudar... Realmente é um novo ciclo que estamos começando", disse; até outubro a Petrobras - que vem reduzindo investimentos em função da crise -  publicará seu plano de negócios, dando mais visibilidade para o setor como um todo realizar seus próprios planos estratégicos (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A atual crise na indústria de petróleo do Brasil está permitindo que o setor privado tenha maior protagonismo, levando à maior transformação desde a abertura do setor, quando houve a quebra de monopólio da exploração e produção da Petrobras, afirmou nesta terça-feira o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Jorge Camargo.

"São as crises que nos levam a mudar... Realmente é um novo ciclo que estamos começando", afirmou Camargo, da associação das petroleiras, destacando que até outubro a Petrobras publicará seu plano de negócios, dando mais visibilidade para o setor como um todo realizar seus próprios planos estratégicos. A Petrobras passa atualmente por profunda crise financeira e, por isso, procura reduzir sua participação em investimentos no Brasil.

(Por Marta Nogueira)

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247