Skaf: BC retarda retomada da economia e geração de empregos

Para o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, "o Banco Central errou ao não promover corte mais incisivo da taxa de juros, pois as expectativas de inflação tanto para 2017 quanto para 2018 seguem abaixo da meta de 4,5%"

Paulo Skaf
Paulo Skaf (Foto: Gisele Federicce)

247 - O Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decidiu nesta quarta-feira 31 reduzir o valor da taxa básica de juros (Selic) para 10,25% ao ano, queda de 1 ponto percentual.

Para o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, "o Banco Central errou ao não promover corte mais incisivo da taxa de juros, pois as expectativas de inflação tanto para 2017 quanto para 2018 seguem abaixo da meta de 4,5%".

"Estamos tentando sair da maior crise econômica da história do Brasil e reduzir o desemprego, que já atinge 14 milhões de pessoas. Ao não acelerar a queda dos juros, o Banco Central retarda o processo de retomada da economia e da geração de empregos", afirma Skaf.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247