Slim, campeão da riqueza e da lista negra do Procon

Bilionrio mexicano controla a Claro, empresa de telefonia celular lder de reclamaes no Procon; ele o tricampeo mundial da riqueza pessoal, com US$ 69 bilhes na lista da Forbes, enquanto sua companhia no larga liderana na lista negra dos maus tratos ao consumidor

Slim, campeão da riqueza e da lista negra do Procon
Slim, campeão da riqueza e da lista negra do Procon (Foto: Arte/247)

247 – Dinheiro é o que não falta ao bilionário mexicano Carlos Slim, apontado pelo terceiro ano consecutivo como o homem mais rico do mundo na tabela da revista Forbes. Sua fortuna pessoal está estimada em US$ 69 bilhões. A empresa mais conhecida que ele controla no Brasil também é líder de um ranking bastante conhecido pelo público nacional – a lista negra de reclamações do Procon. No último levantamento divulgado pelo órgão, a Claro deixa para trás todas as suas concorrentes quando o assunto são queixas do público sobre os serviços prestados. Além de ser a primeira de seu setor, a Claro num desonroso quinto lugar entre as 50 empresas, de todos os setores, mais reclamadas em 2010.

No site da própria Claro, há um texto que diz que entre as missões da marca estão as de transmitir transparência, inovação e proximidade. Mas, ao que se vê, esses ideais não saíram da página virtual para a vida real. Basta fazer uma pesquisa no site nacional do Procon para verificar que as principais reclamações dos clientes da Claro, em todo o Brasil, são cobrança indevida, serviço não fornecido, recusa injustificada em prestar serviço e publicidade enganosa. Coisa grossa, grave. A começar pela cobrança indevida, o que facilita, num primeiro momento, o enriquecimento de qualquer empresa inidônea.

Enquanto o patrão Slim posa de homem bem-sucedido para o mundo inteiro, os clientes da Claro que, em última análise, são seus também, sofrem tentando executar até mesmo a tarefa mais simples requisitada de uma empresa de telefonia celular: realizar uma ligação telefônica. Quando estiver no Brasil para checar a quantas anda o seu império econômico, o bilionário mexicano precisa tomar cuidado para ele próprio não ficar incomunicável entre as falhas da sua empresa – e tratar de melhorar o serviço que ajuda a engordar sua fortuna.


Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247