Standard & Poor's rebaixa rating do BTG Pactual

Depois da Moodys, a agência de classificação de risco Standard & Poor's cortou nesta quarta-feira, 2, a nota global de crédito de longo prazo do BTG Pactual, de BB para BB-, com observação negativa; segundo a agência de classificação de risco, o banco tem "um déficit material de liquidez com relação a suas obrigações financeiras nos próximos 60 dias, a menos que seja capaz de vender ativos ou acessar instrumentos de crédito"; agência citou a situação gerada pela prisão de André Esteves, agora ex-presidente-executivo e ex-presidente do Conselho de Administração da companhia

Depois da Moodys, a agência de classificação de risco Standard & Poor's cortou nesta quarta-feira, 2, a nota global de crédito de longo prazo do BTG Pactual, de BB para BB-, com observação negativa; segundo a agência de classificação de risco, o banco tem "um déficit material de liquidez com relação a suas obrigações financeiras nos próximos 60 dias, a menos que seja capaz de vender ativos ou acessar instrumentos de crédito"; agência citou a situação gerada pela prisão de André Esteves, agora ex-presidente-executivo e ex-presidente do Conselho de Administração da companhia
Depois da Moodys, a agência de classificação de risco Standard & Poor's cortou nesta quarta-feira, 2, a nota global de crédito de longo prazo do BTG Pactual, de BB para BB-, com observação negativa; segundo a agência de classificação de risco, o banco tem "um déficit material de liquidez com relação a suas obrigações financeiras nos próximos 60 dias, a menos que seja capaz de vender ativos ou acessar instrumentos de crédito"; agência citou a situação gerada pela prisão de André Esteves, agora ex-presidente-executivo e ex-presidente do Conselho de Administração da companhia (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's cortou nesta quarta-feira a nota global de crédito de longo prazo do BTG Pactual, de BB para BB-, com observação negativa, citando os possíveis desafios para o grupo gerados pela prisão de André Esteves, agora ex-presidente-executivo e ex-presidente do Conselho de Administração da companhia.

Segundo a agência de classificação de risco, o banco tem "um déficit material de liquidez com relação a suas obrigações financeiras nos próximos 60 dias, a menos que seja capaz de vender ativos ou acessar instrumentos de crédito".

Leia também: Moodys rebaixa rating do BTG para grau especulativo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247