Submarino.com corre o risco de submergir de vez

Empresa de comrcio eletrnico, que j foi a principal marca da internet brasileira, no para de afundar; falhas na entrega podem afetar a sobrevivncia do negcio

Submarino.com corre o risco de submergir de vez
Submarino.com corre o risco de submergir de vez (Foto: Divulgação)

247 – O Submarino.com já foi a principal marca da internet brasileira. Criado pelo empreendedor Marcelo Ballona, o negócio foi posteriormente assumido pelo grupo GP para se transformar na Amazon brasileira. Depois de vários investimentos e de uma fusão com a Americanas.com, nasceu a empresa B2W Varejo, que chegou a ter sua ação cotada em mais de R$ 90 na BM&F Bovespa. Na última sexta-feira, o papel registrou queda de 5,6%, cotado a R$ 9,94.

O motivo do derretimento da ação é a sequencia de maus resultados da companhia, que sofreu prejuízo de R$ 89,2 milhões no ano passado.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o diretor de relações com investidores da companhia, François Bloquiau, disse que a empresa está pronta para “virar a página” e superar seu “grande problema”, que foi a perda de credibilidade junto aos consumidores em razão de falhas na entrega. A empresa chegou até a ser proibida pelo Procon de continuar vendendo seus produtos e as hashtags #americanasfail e #submarinofail se tornaram populares no Twitter.

Além disso, a empresa enfrenta concorrência crescente, especialmente com a chegada da Novapontocom, que reúne as atividades de comércio eletrônico do Ponto Frio e das Casas Bahia.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247