Suécia pode cortar investimentos no Brasil por causa da Amazônia

O governo da Suécia vai investigar os investimentos de seus fundos de pensão públicos no Brasil e em toda a América do Sul por causa dos incêndios na Amazônia, informou o ministro sueco das Finanças, Per Bolund, ao jornal local Dagens Nyheter nesta terça-feira (27).

(Foto: Reuters)

247 - O governo da Suécia vai investigar os investimentos de seus fundos de pensão públicos no Brasil e em toda a América do Sul por causa dos incêndios na Amazônia, informou o ministro sueco das Finanças, Per Bolund, ao jornal local Dagens Nyheter nesta terça-feira (27). Os chamados fundos AP administram um patrimônio de cerca de R$ 650 bilhões e são responsáveis por administrar os recursos para aposentadoria de toda a população do país nórdico.

Por sua vez, Erna Solberg, primeira-ministra da Noruega, integrante da Associação Europeia de Livre-Comércio ( Efta na sigla em inglês), que reúne os países não membros da União Europeia (UE), lamentou nesta terça-feira o "péssimo momento" do acordo comercial concluído esta semana com o Mercosul. 

Os fundos de pensão públicos da Suécia adotaram novas regras de alocação que os obrigam a considerar a sustentabilidade em suas decisões de investimento. Agora, de acordo com o ministro, o governo quer saber se os investimentos na América do Sul estão enquadradas nesses critérios.

As informações são de O Globo 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247