Sugestão de secretário incomoda Bolsonaro: “gente sem o mínimo de coração”

O presidente não citou nominalmente o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, que apresentou a ideia de congelar aposentadorias

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tácio Lorran, Fernando Caixeta, Metrópoles - Incomodado com a repercussão negativa do assunto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta terça-feira (15/9), que vai levantar um “cartão vermelho” para integrantes do governo federal que propuserem congelar aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Sem citar nominalmente o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, que defendeu a ideia publicamente nessa segunda-feira (14/9), Bolsonaro disse que “quem porventura vir a propor para mim uma medida como essa, só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa”.

O recado foi publicado nesta manhã em uma rede social. Bolsonaro apresentou as manchetes de alguns jornais do país que publicaram a proposta da equipe econômica de congelar a aposentadoria e disse não querer mais ouvir falar em Renda Brasil até 2022.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email