Temer ainda pensa em mudar lei da repatriação

Segundo a colunista Mônica Bergamo, apesar do recuo na quarta (27) do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sobre a alteração na lei de repatriação de recursos, Michel Temer sinalizou que apoia a mudança, que tem também respaldo no Congresso; um integrante da equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que o MP "já não está feliz" com a lei hoje em vigor e considera a flexibilização como abusiva 

Segundo a colunista Mônica Bergamo, apesar do recuo na quarta (27) do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sobre a alteração na lei de repatriação de recursos, Michel Temer sinalizou que apoia a mudança, que tem também respaldo no Congresso; um integrante da equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que o MP "já não está feliz" com a lei hoje em vigor e considera a flexibilização como abusiva 
Segundo a colunista Mônica Bergamo, apesar do recuo na quarta (27) do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sobre a alteração na lei de repatriação de recursos, Michel Temer sinalizou que apoia a mudança, que tem também respaldo no Congresso; um integrante da equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que o MP "já não está feliz" com a lei hoje em vigor e considera a flexibilização como abusiva  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Segundo a colunista Mônica Bergamo, apesar do recuo na quarta (27) do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sobre a alteração na lei de repatriação de recursos, Michel Temer sinalizou que apoiava a mudança, que tem também respaldo no Congresso.

Um integrante da equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que o MP "já não está feliz" com a lei hoje em vigor e considera a flexibilização como abusiva.

As regras premiariam quem cometeu irregularidades, escondendo dinheiro no exterior, ao permitir que, pagando impostos devidos e multa, regularizem a situação. Os termos foram aceitos, porém, por causa do "momento da economia" - leia aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247