Temer “liberou geral” nas nomeações para a base

Nas últimas 24 horas, quase 140 nomeações foram autorizadas para postos federais, um esforço do governo interino para contemplar aliados ávidos por cargos enquanto busca uma solução para a Lei das Estatais, segundo a colunista Natuza Nery; apesar do “liberou geral”, diz, peemedebistas sustentam que nada pingou na cota deles: “A situação está chegando ao limite. Qualquer hora ele toma uma invertida no plenário”, diz um integrante da Câmara

Nas últimas 24 horas, quase 140 nomeações foram autorizadas para postos federais, um esforço do governo interino para contemplar aliados ávidos por cargos enquanto busca uma solução para a Lei das Estatais, segundo a colunista Natuza Nery; apesar do “liberou geral”, diz, peemedebistas sustentam que nada pingou na cota deles: “A situação está chegando ao limite. Qualquer hora ele toma uma invertida no plenário”, diz um integrante da Câmara
Nas últimas 24 horas, quase 140 nomeações foram autorizadas para postos federais, um esforço do governo interino para contemplar aliados ávidos por cargos enquanto busca uma solução para a Lei das Estatais, segundo a colunista Natuza Nery; apesar do “liberou geral”, diz, peemedebistas sustentam que nada pingou na cota deles: “A situação está chegando ao limite. Qualquer hora ele toma uma invertida no plenário”, diz um integrante da Câmara (Foto: Roberta Namour)

247 - Nas últimas 24 horas, quase 140 nomeações foram autorizadas para postos federais, um esforço do governo interino para contemplar aliados ávidos por cargos enquanto busca uma solução para a Lei das Estatais, segundo a colunista Natuza Nery.

Ela diz que o Planalto se arrependeu da legislação que aprovou no Senado por considerá-la excessivamente restritiva, sobretudo na proibição de dirigentes partidários ocuparem cargos. Auxiliares não descartam a flexibilização das regras no momento da sanção.

Apesar do “liberou geral” nas nomeações para a base, peemedebistas sustentam que nada pingou na cota deles. “A situação está chegando ao limite. Qualquer hora ele toma uma invertida no plenário”, diz um integrante da Câmara (leia aqui).

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247