Temer tenta consertar estrago de Padilha e diz que BC é autônomo

Presidente interino Michel Temer afirmou que o Banco Central tem plena autonomia para definir a taxa básica de juros e que a política monetária tem como prioridade combater a inflação; afirmação de Temer vem logo depois de o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmar que o presidente interino via com bons olhos queda na Selic, hoje a 14,25% ao ano; Comitê de Política Monetária (Copom) deverá anunciar nesta quarta-feira (20) se mantém ou não a atual taxa de juros

Presidente interino Michel Temer afirmou que o Banco Central tem plena autonomia para definir a taxa básica de juros e que a política monetária tem como prioridade combater a inflação; afirmação de Temer vem logo depois de o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmar que o presidente interino via com bons olhos queda na Selic, hoje a 14,25% ao ano; Comitê de Política Monetária (Copom) deverá anunciar nesta quarta-feira (20) se mantém ou não a atual taxa de juros
Presidente interino Michel Temer afirmou que o Banco Central tem plena autonomia para definir a taxa básica de juros e que a política monetária tem como prioridade combater a inflação; afirmação de Temer vem logo depois de o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmar que o presidente interino via com bons olhos queda na Selic, hoje a 14,25% ao ano; Comitê de Política Monetária (Copom) deverá anunciar nesta quarta-feira (20) se mantém ou não a atual taxa de juros (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O presidente interino, Michel Temer, afirmou nesta quarta-feira (20) que o Banco Central tem plena autonomia para definir a taxa básica de juros e que a política monetária tem como prioridade combater a inflação, segundo informou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

A afirmação de Temer vem logo depois do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmar que o presidente interino via com bons olhos queda na Selic, hoje a 14,25% ao ano.

Nesta noite, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC --pela primeira vez sob o comando de Ilan Goldfajn-- anuncia ecisão sobre a Selic e a ampla expectativa de especialistas é de que a taxa seja mantida, diante do cenário de inflação elevada apesar da fraqueza econômica.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247