Tim, Vivo e Claro acertam detalhes e obtêm status preferencial em licitação de ativos móveis da Oi

TIM Participações, Telefônica Brasil e Claro asseguraram o direito de igualar qualquer outra oferta maior pelos ativos móveis da Oi. A Oi pediu recuperação judicial em 2016 e vem se desfazendo de ativos para levantar fundos e reembolsar os credores

(Foto: Vera Magalhães e Lilia Schwarcz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Carolina Mandl, Reuters - TIM Participações, Telefônica Brasil e Claro, da América Móvil, ganharam o direito de igualar qualquer outra oferta maior pelos ativos móveis da Oi, afirmaram as empresas em comunicados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na segunda-feira.

Esse contrato de compra é conhecido como “stalking horse” e atua como uma oferta de abertura que outros licitantes interessados devem superar se planejam comprar os ativos.

As três empresas estão em negociações exclusivas com a Oi desde 7 de agosto, após apresentarem uma oferta conjunta de 16,5 bilhões de reais para as operações de celular da empresa, incluindo um contrato de longo prazo para o uso de sua rede de fibra avaliada em 819 milhões reais. A Oi planeja leiloar essa unidade até o final do ano.

A Oi, que entrou com pedido de recuperação judicial em 2016, está vendendo uma série de ativos para levantar fundos e reembolsar os credores.

A companhia fará uma assembleia de credores nesta terça-feira para aprovar seu plano alterado, incluindo a venda de seus ativos móveis.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email