Tombini sinaliza juros altos contra inflação

O presidente do Banco Central reiterou que a política monetária deve manter-se vigilante para conter eventuais efeitos adicionais resultantes desse ajuste; "Só assim será possível ancorar as expectativas, um dos pilares do regime de metas para a inflação, e assegurar a convergência da inflação para a meta", afirmou

 O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini,durante audiência pública para discutir as diretrizes, implementação e perspectivas futuras da política monetária nacional (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
- Assuntos: CAE, Senado, banco central
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini,durante audiência pública para discutir as diretrizes, implementação e perspectivas futuras da política monetária nacional (Marcelo Camargo/Agência Brasil) - Assuntos: CAE, Senado, banco central (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta sexta-feira que o ajuste dos preços relativos influenciaram no estouro da meta de inflação no ano passado e reiterou que a política monetária deve manter-se vigilante para conter eventuais efeitos adicionais resultantes desse ajuste.

"Só assim será possível ancorar as expectativas, um dos pilares do regime de metas para a inflação, e assegurar a convergência da inflação para a meta", disse Tombini em carta aberta divulgada nesta sexta-feira para explicar porque o BC descumpriu a meta de inflação em 2015.

No ano passado, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) chegou a 10,67 por cento, extrapolando com folga a meta do governo de 4,5 por cento, com margem de 2 pontos para mais ou para menos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247