Troca de comando na Eletrobras abre disputa por ministério e poderá definir futuro da privatização da estatal

Saída do executivo Wilson Pereira Júnior do comando da Eletrobras abriu uma disputa que poderá resultar na privatização ou não da estatal, uma vez que o senador Eduardo Braga, contrário à venda da companhia, está cotado para assumir o Ministério de Minas e Energia

(Foto: © Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A escolha de um substituto para o executivo Wilson Pereira Júnior, que deixou a Eletrobras para assumir o comando da BR Distribuidora, será fundamental para os planos de privatização da estatal pelo Governo Jair Bolsonaro. Enquanto a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, busca encontrar alguém capaz de prosseguir com o projeto de privatização, parlamentares acreditam que a companhia será entregue ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que deixaria a pasta para dar lugar ao senador Eduardo Braga (MDB-AM). Braga, porém, é contrário à venda da estatal do setor energético. 

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, Ferreira Júnior vem tentando encontrar uma solução interna, uma vez que a venda da empresa precisa ser avalizada pelo Congresso e sua saída foi anunciada faltando pouco mais de uma semana para a eleição da presidência da Câmara e do Senado. 

Nesta linha, um nome cotado para o cargo é o da diretora Financeira e de Relações com Investidores, Elvira Cavalcanti Presta. A companhia também pretende contratar uma consultoria para procurar outros nomes junto ao mercado. 

A saída de Ferreira aconteceu três dias após o candidato à presidência do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apoiado pelo Planalto, dizer em uma entrevista que a privatização da Eletrobrás não será uma de suas prioridades à frente da Casa. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email