Enquanto o turismo internacional cresce, o do Brasil cai

De acordo com os dados, enquanto o turismo internacional cresceu 4% no primeiro semestre de 2019, puxado principalmente por destinos como Oriente Médio, Ásia e Pacífico. Já os embarques rumo ao Brasil tiveram queda de 5%

(Brasília - DF, 22/04/2019) Reunião  com Marcelo Álvaro Antônio, Ministro de Estado do Turismo.
Foto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 22/04/2019) Reunião com Marcelo Álvaro Antônio, Ministro de Estado do Turismo. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Marcos Correa)

247 - Turistas estão preferindo ir para o Oriente Médio, Ásia e Pacífico do que visitar o Brasil. É o que aponta o levantamento da OMT (Organização Mundial do Turismo).

De acordo com os dados, publicado em reportagem na Folha de S. Paulo, enquanto o turismo internacional cresceu 4% no primeiro semestre de 2019, puxado principalmente por destinos como Oriente Médio, Ásia e Pacífico. 

Já embarques rumo a países da América do Sul caíram 5%. Em países como Brasil e México, os gastos com turismo internacional caíram 5% e 13%, respectivamente.

Uma das principais causas de queda do turismo no Brasil foi a crise econômica na Argentina, mergulhada na recessão de Maurício Macri. Isso porque um dos principais destinos do turista argentino era o Brasil. 

Certamente, a propaganda negativa do governo Jair Bolsonaro, com ataques a líderes mundiais, apologia á ditaduras e declarações homofófica e sexistas, o reflexo deve ser ainda maior no próximo período.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247