Altman: Ciro não conseguirá votos da direita nem da esquerda

“O Ciro não tem como tirar votos desse campo conservador, ele não é forte o suficiente dentre os eleitores da chamada centro-direita para poder roubar votos do Bolsonaro, e o Ciro não consegue roubar votos da oposição de esquerda, do PT e dos outros partidos de esquerda”, disse à TV 247 o jornalista Breno Altman. Assista

Breno Altman e Ciro Gomes
Breno Altman e Ciro Gomes (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Adriano Machado/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista e editor do site Opera Mundi, Breno Altman, disse à TV 247 que o ex-ministro Ciro Gomes terá muita dificuldade para conquistar na eleição presidencial de 2022 tanto votos da direita quanto da esquerda.

De acordo com Altman, candidatos de centro-esquerda, bloco no qual Ciro se encaixa, terão problemas no pleito porque não receberão votos dos eleitores mais polarizados, de esquerda ou direita, e também não herdarão votos do bolsonarismo, diferentemente do que pode acontecer com os candidatos de centro-direita.

“Esse voto ‘nem nem’ em uma sociedade com cenário político extremamente polarizado como o atual é um voto muito difícil de ser conquistado. A oposição liberal tem mais chances do que o Ciro em fazê-lo porque a oposição liberal pode roubar votos do Bolsonaro. O voto do Bolsonaro pode vir a ser dividido pela oposição liberal. Em determinadas circunstâncias de crise econômica ou de crise política, um candidato de oposição liberal tipo o João Doria, Luciano Huck pode comer uma fatia do bolsonarismo e se viabilizar. O Ciro não tem como tirar votos desse campo conservador, ele não é forte o suficiente dentre os eleitores da chamada centro-direita para poder roubar votos do Bolsonaro, e o Ciro não consegue roubar votos da oposição de esquerda, do PT e dos outros partidos de esquerda. Então o Ciro tem uma margem muito estreita para crescer”, afirmou.

Inscreva-se na TV 247 e assista à análise de Breno Altman na íntegra:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247