Luciana Santos: PL de Bolsonaro quer estimular a arruaça

Presidente nacional do PCdoB afirmou que “chega a ser ridículo” o pedido de anulação de votos de quase 300 mil urnas apenas no segundo turno das eleições

www.brasil247.com - Luciana Santos
Luciana Santos (Foto: Reprodução/Facebook)


247 - Em entrevista à TV 247, a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, criticou a postura golpista de Jair Bolsonaro e do PL, que pediram a anulação dos votos de quase 300 mil urnas apenas no segundo turno das eleições presidenciais deste ano.

Segundo Luciana, que também é integrante do conselho político de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro e seus aliados ‘querem estimular a arruaça’: “No direito se fala assim: ‘jus esperneandi’. Isso não é novo no Brasil e nem no mundo. Essas forças com a característica que estamos vendo no Brasil, com esse viés autoritário, neofascista, eles querem estimular essa arruaça. Porque se você estimula esse tipo de gente, que questiona a Constituição, então você não tem limite. E eles vão apelar. E chega a ser tão ridículo, é exatamente o PL que tem a maior quantidade de deputados federais eleitos, ou seja, os senadores e deputados que eles elegeram também não são legítimos?”

“Já se fez de tudo: o próprio TSE botou o ministro da Defesa, que nada tem a ver com a Justiça Eleitoral, para dar pitaco, monitorar, acompanhar; convidou tudo que é órgão de controle, instituições internacionais. E todos sabem que a urna eletrônica é uma das mais avançadas do planeta: o próprio Bolsonaro foi eleito por 28 anos nessa urna, há quatro anos ele foi eleito presidente nessas urnas. É aquela coisa: você não tem o que fazer diante da derrota, ele foi se recolher, e quando apareceu foi mais uma vez para melar o processo democrático e questionar algo que foi decisão de livre escolha do povo brasileiro”, apontou a presidente do PCdoB.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247