Absurdo: atletas terão que pagar taxa para usar Parque do Ibirapuera

Modelo e o valor da cobrança não estão definidos, mas a perspectiva é de que isso aconteça até fevereiro do ano que vem

Parque Ibirapuera
Parque Ibirapuera (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Sob gestão privada, o Parque do Ibirapuera começará a cobrar, de forma inédita no Brasil, para que professores e treinadores deem aulas no espaço. A tarifa está nos planos da Urbia Parques, concessionária do Ibirapuera. O modelo e o valor da cobrança não estão definidos, mas a perspectiva é de que isso aconteça até fevereiro do ano que vem.

A estimativa inicial da Urbia é gerar uma receita mensal de R$ 100 mil e contribuir para a manutenção do Ibirapuera, que tem uma despesa mensal de R$ 3 milhões, segundo a concessionária.

A Associação dos Treinadores de Corrida do Estado de São Paulo (ATC) calcula que pelo menos 6 mil pessoas corram regularmente no parque sob a orientação de treinadores. A ATC diz que, inicialmente, a empresa sugeriu cobrar uma taxa pelo tempo de trabalho dos treinadores, algo entre R$ 80 e R$ 150 por hora – Lloyd nega. Como o modelo foi considerado inviável, a segunda oferta teria sido de R$ 30 por atleta, valor que ainda é considerado alto, já que a média cobrada pelas assessorias de corrida gira em torno de R$ 100 a R$ 300 por mês.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email