Carol Solberg critica “incapacidade de governar” de Bolsonaro: “É absurdo o que está acontecendo no Brasil” (vídeo)

Punida no vôlei por criticar Bolsonaro, atleta destaca agora a “tristeza” por quase 300 mil mortos e aponta a dificuldade em “manter a cabeça boa” na pandemia

Jogadora de vôlei Carol Solberg
Jogadora de vôlei Carol Solberg (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jogadora de vôlei Carol Solberg, que chegou a receber uma advertência por ter defendido "Fora Bolsonaro", deu uma declaração contundente sobre o descaso do governo em relação à condução da pandemia do coronavírus.

“Tem sido muito duro manter a cabeça boa. A gente vivendo uma pandemia, completando 290 mil mortes. Eu acho que a gente precisa ter consciência disso como atleta. É um desafio muito grande manter minha cabeça boa, concentrada, durante as preparações para os jogos. Então, a gente, como atleta, precisa ter consciência disso”, disse.

“É absurdo o que está acontecendo no Brasil, uma tristeza muito grande, essa incapacidade de governar”, afirmou ainda. “Mas é isso, uma tristeza mesmo”, completou.

A atleta deu as declarações em entrevista neste sábado (20) à noite, após se classificar para a final da 8ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, em Saquarema.

No sábado, o Brasil registrou 2.438 óbitos nas últimas 24 horas, pela primeira vez um número acima dos 2 mil óbitos em um dia de final de semana. O número acumulado de óbitos em decorrência da doença desde o início da pandemia é de 292.752.

Assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email