Lewis Hamilton humilha Nelson Piquet com elegância

Piloto foi chamado de “neguinho” por Nelson Piquet . F1 e FIA também rechaçaram episódio

Lewis Hamilton e Piquet

247 - O piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, que também é um ativista pela luta antirracista, usou suas redes sociais para rechaçar o ataque gratuito do ex-piloto e bolsonarista Nelson Piquet, que o chamou de “neguinho”.

A expressão "neguinho" foi utilizada pelo brasileiro durante uma entrevista publicada na internet, enquanto comentava sobre a batida do heptacampeão com Max Verstappen - atual campeão da F1 e namorado da filha de Piquet, Kelly - na última edição do GP da Inglaterra.

>>> Piquet se refere a Hamilton como "neguinho" e internautas reagem: 'é a pessoa mais detestável do Brasil' (vídeo)

CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

“O 'neguinho' meteu o carro e deixou. O Senna não fez isso. O Senna não fez isso. Ele foi, assim, "aqui eu arranco ele de qualquer maneira". O 'neguinho' deixou o carro. É porque você não conhece a curva; é uma curva muito alta, não tem jeito de passar dois carros e não tem jeito de passar do lado. Ele fez de sacanagem”, disse o bolsonarista.

Lewis compartilhou uma postagem de um seguidor ironizando: “E se Lewis Hamilton apenas twittar 'Quem diabos é Nelson Piquet?' e fechar o twitter”.

 Na sequência, o piloto postou: “Vamos focar em mudar a mentalidade”.

 Em nota oficial, a F1 também condenou o fato: “A linguagem discriminatória ou racista é inaceitável sob qualquer forma e não tem parte na sociedade. Lewis é um embaixador incrível do nosso esporte e merece respeito. Seus esforços incansáveis para aumentar a diversidade e a inclusão são uma lição para muitos e algo com o qual estamos comprometidos na F1”.

 A Mercedes também utilizou as redes para condenar as falas de Piquet, embora não tenha mencionado o incidente de forma explícita ou o nome do tricampeão. 

“Condenamos nos termos mais fortes qualquer uso de linguagem racista ou discriminatória, de qualquer tipo. Lewis liderou os esforços do nosso esporte para combater o racismo, e ele é um verdadeiro campeão da diversidade dentro e fora da pista. Juntos, compartilhamos a visão para um automobilismo diversificado e inclusivo, e este incidente destaca a importância fundamental de continuar lutando por um futuro melhor”, diz a nota.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.