Mulheres trans são proibidas de jogar na liga mundial de rugby feminino

A proibição estará em vigor para a Copa do Mundo da Liga de Rugby, que vai começar na Inglaterra em 15 de outubro

www.brasil247.com -
(Foto: Pixabay)


247, com Reuters - A International Rugby League (IRL) proibiu mulheres transgênero de jogar em partidas internacionais femininas de rugby até novo aviso. Em comunicado, a IRL disse que está "continuando o trabalho para revisar e atualizar as regras" e "procurará usar a próxima Copa do Mundo para ajudar a desenvolver uma política abrangente de inclusão". A proibição estará em vigor para a Copa do Mundo da Liga de Rugby, que vai começar na Inglaterra em 15 de outubro.

A imprensa mundial repercutiu esta semana a discussão sobre a participação de atletas transgêneros, que terão uma "categoria aberta" somente em competições de natação.

No Rugby, a Liga Internacional afirmou ter revisado "a participação de transgêneros na liga internacional de rugby em janeiro e fevereiro de 2021 e considerou diversos desenvolvimentos relevantes no esporte mundial". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O Comitê Olímpico Internacional (COI) concluiu que é responsabilidade de cada esporte e de seu órgão regulador determinar como um atleta pode estar em uma vantagem desproporcional em comparação com seus pares – levando em consideração a natureza diferente de cada esporte".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"É decepcionante. Somos seres humanos iguais a todos os outros", disse à Reuters a mulher transgênero Caroline Layt, que jogou a liga feminina de rugby de elite na Austrália após a transição.

"Isso só diz a crianças trans e adultos trans que você não é digno. Nem se incomode. Nem se incomode em aparecer. Qual é o ponto?"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros esportes têm políticas que restringem atletas transgêneros nas principais competições femininas, incluindo rugby union, ciclismo e futebol australiano.

O Comitê Olímpico Internacional, no entanto, disse em novembro que nenhum atleta deve ser excluído da competição com base em uma vantagem injusta, deixando para as federações esportivas decidir.

A União Ciclística Internacional disse na semana passada que reforçou suas regras de elegibilidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email