18 crianças vítimas de incêndio em creche deixam o hospital

Todas as 18 crianças vítimas da tragédia na creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente que estavam no Hospital Fundajan, em Janaúba, receberam alta; outras duas pessoas, um adulto e uma criança, seguem internadas em estado estável no Hospital Regional de Janaúba; demais feridos estão internados em Montes Claros e Belo Horizonte; na manhã da última quinta-feira (5), o vigia Damião Soares dos Santos entrou na creche, onde trabalhava, e ateou fogo em crianças e nele mesmo; dez pessoas morreram na tragédia

05/10/2017- Minas Gerais- Vigia coloca fogo em creche na cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais (560 km de Belo Horizonte). Segundo a Polícia Militar, um vigia da escola ateou fogo às crianças e, em seguida, ao seu corpo Foto: Policia Militar
05/10/2017- Minas Gerais- Vigia coloca fogo em creche na cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais (560 km de Belo Horizonte). Segundo a Polícia Militar, um vigia da escola ateou fogo às crianças e, em seguida, ao seu corpo Foto: Policia Militar (Foto: Paulo Emílio)

Andreia Verdélio, repórter da Agência Brasil - Todas as 18 crianças vítimas da tragédia na creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente que estavam no Hospital Fundajan, em Janaúba, receberam alta hoje (7). Dezesseis estavam internadas e duas em observação. Outras duas pessoas, um adulto e uma criança, seguem internadas em estado estável no Hospital Regional de Janaúba. Os demais feridos estão internados em Montes Claros e Belo Horizonte.

Na manhã da última quinta-feira (5), o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, entrou na creche, onde trabalhava, e ateou fogo em crianças e nele mesmo. Oito crianças morreram. O vigia também morreu, assim como a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que tentou impedi-lo fisicamente e ajudou no resgate de vítimas. Quarenta pessoas ficaram feridas.

Condolências

Pelo Twitter, o presidente Michel Temer lamentou a tragédia e exaltou a coragem da professora. "Meus sentimentos pelo falecimento da professora Heley de Abreu, que pôs sua própria vida em risco para ajudar as crianças em Janaúba", escreveu hoje (7) o presidente. "Sua coragem impediu que a tragédia fosse ainda maior. Um ato que não será esquecido pelos brasileiros. Meus pêsames à família de Heley".

Na quinta-feira, Temar já havia se manifestado sobre o assunto na mesma rede social, expressando sua solidariedade às famílias. "Eu que sou pai imagino que esta deve ser uma perda muitíssimo dolorosa. Esperamos que essas coisas não se repitam no Brasil", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247