2016: Vanderlan se oferece para ter apoio de Marconi

Em entrevista na Rádio 730, nesta quarta, Vanderlan Cardoso deixou claro que seu PSB é hoje um partido independente; "Dependendo das condições, aceitaria sim apoio do Marconi numa eleição para prefeito de Goiânia. Tem que conversar", disse; desde a derrota no ano passado, Vanderlan amenizou seu discurso oposicionista e vem se aproximando da base aliado do governo; "Não sou governo nem oposição nem estou em cima do muro. Sou independente e converso com todos os partidos"

Em entrevista na Rádio 730, nesta quarta, Vanderlan Cardoso deixou claro que seu PSB é hoje um partido independente; "Dependendo das condições, aceitaria sim apoio do Marconi numa eleição para prefeito de Goiânia. Tem que conversar", disse; desde a derrota no ano passado, Vanderlan amenizou seu discurso oposicionista e vem se aproximando da base aliado do governo; "Não sou governo nem oposição nem estou em cima do muro. Sou independente e converso com todos os partidos"
Em entrevista na Rádio 730, nesta quarta, Vanderlan Cardoso deixou claro que seu PSB é hoje um partido independente; "Dependendo das condições, aceitaria sim apoio do Marconi numa eleição para prefeito de Goiânia. Tem que conversar", disse; desde a derrota no ano passado, Vanderlan amenizou seu discurso oposicionista e vem se aproximando da base aliado do governo; "Não sou governo nem oposição nem estou em cima do muro. Sou independente e converso com todos os partidos" (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O empresário Vanderlan Cardoso (PSB) tem deixado claro que seu projeto político deu uma guinada radical e mostra vontade em se reaproximar do governador Marconi Perillo (PSDB). A vontade de Vanderlan é disputar a prefeitura de Goiânia no próximo ano e ele não esconde de mais ninguém que receber apoio de Marconi seria fundamental.

"Dependendo das condições, aceitaria sim apoio do Marconi numa eleição para prefeito de Goiânia. Tem que conversar", disse o empresário em entrevista na Rádio 730, nesta quarta-feira.

Desde que foi derrotado na eleição estadual do ano passado, Vanderlan se despiu da vestimenta de opositor ferrenho ao governo e adotou um discurso de tom ameno, aberto a qualquer possibilidade. "Não sou governo nem oposição nem estou em cima do muro. Sou independente e converso com todos os partidos", explicou.

Marconi e Vanderlan já foram aliados e nos últimos anos o empresário sempre se colocou em campo oposto ao do tucano. Quando fala do governador, no entanto, Vanderlan faz questão de ressaltar que não tem nada contra Marconi. "Não conversei com Marconi ainda. Vou procurar conversar com ele, não só com ele, mas com todas as pessoas".

Conquistar o apoio de Marconi para a prefeitura de Goiânia não será tarefa das mais fáceis para Vanderlan. O PSDB é hoje o partido com mais gana de assumir a prefeitura e praticamente já tem três pré-candidatos: o presidente da Agetop, Jayme Rincón, e os deputados federais Fábio Sousa e Delegado Waldir.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247