5 previsões da Udemy para a educação no mundo

Maior marketplace de educação do mund, a Udemy surgiu para resolver um problema chamado “lacuna de habilidades”, na qual há uma diferença entre as habilidades que os empregadores desejam ou precisam versus a habilidade que a força de trabalho dos colaboradores oferece; tudo isso a partir de uma pesquisa com empresas e pessoas sobre a educação no futuro

Maior marketplace de educação do mund, a Udemy surgiu para resolver um problema chamado “lacuna de habilidades”, na qual há uma diferença entre as habilidades que os empregadores desejam ou precisam versus a habilidade que a força de trabalho dos colaboradores oferece; tudo isso a partir de uma pesquisa com empresas e pessoas sobre a educação no futuro
Maior marketplace de educação do mund, a Udemy surgiu para resolver um problema chamado “lacuna de habilidades”, na qual há uma diferença entre as habilidades que os empregadores desejam ou precisam versus a habilidade que a força de trabalho dos colaboradores oferece; tudo isso a partir de uma pesquisa com empresas e pessoas sobre a educação no futuro (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tainá Freitas/StartSe - A Udemy é o maior marketplace de educação do mundo, oferecendo cursos online de instrutores especializados para alunos adquirirem novas habilidades. A edtech – startup de educação – foi criada em 2010 pelo turco Eren Bali, motivado pelas difíceis condições de ensino que enfrentava no local. “Sua vida mudou quando teve acesso à internet e conseguiu se conectar com pessoas de todo o mundo, conseguindo chegar em segundo lugar em uma competição mundial de matemática”, comentou Sergio Agudo, Country Manager da Udemy Brasil.

Sergio Agudo apresentou a história da Udemy e as projeções da edtech para o futuro na EdTech Conference que aconteceu nesta quarta-feira (18). Agudo comentou que a Udemy surgiu para resolver um problema chamado “lacuna de habilidades”, na qual há uma diferença entre as habilidades que os empregadores desejam ou precisam versus a habilidade que a força de trabalho dos colaboradores oferece.

Por esse motivo, hoje existem dois tipos de habilidades profissionais: as hard skills e as softskills. “Como iremos competir com as máquinas? Parece uma questão futurística, mas a inteligência artificial afetará todas as indústrias, e a única forma de competir com as máquinas é focando mais nas soft skills”. Entre as soft skills, estão a liderança, comunicação, colaboração e gerenciamento do tempo, enquanto as hard skills são as habilidades formais de cada profissão.

Previsões da educação para o futuro

A Udemy realizou uma pesquisa no mundo inteiro, perguntando para empresas e pessoas quais são as previsões que eles têm para esse ano, e as opções que estão investindo e olhando com atenção. São essas:

  1. 1.    Machine Learning

As trilhas de aprendizado que hoje estão disponíveis na internet podem criar experiências de aprendizado adaptáveis e personalizadas através da tecnologia. “Podemos usar o algoritmo para antecipar uma trilha personalizada e vai ser mais eficiente na carreira de um estudante ou funcionário”, comentou Sergio Agudo.

  1. 2.    Gamificação

“A gamificação bem feita tem um impacto muito forte”, afirmou o Country Manager da Udemy Brasil. Segundo Agudo, a gamificação pode aumentar a motivação dos funcionários em 51,6% – e a motivação é um dos maiores benefícios em utilizar a tecnologia. Os jogos deixam de ser somente jogos e passam a ser verdadeiras experiências para os usuários.

  1. 3.    Realidade Virtual e Aumentada

A realidade virtual e aumentada, assim como a gamificação, contribuem para melhorar o engajamento e impactar o usuário, principalmente quando comparado com as soluções mais utilizadas hoje: livros e vídeos. “A única consideração sobre a realidade virtual e aumentada é o custo, como podemos fazer algo massivo com esses equipamentos, que ainda são caros”, disse Agudo.

  1. 4.    Aprendizado aplicativo e colaborativo

Para o Country Manager da Udemy, o aprendizado aplicado e colaborativo será a norma. “O aprendizado não pode ser só uma relação de instrução com o aluno, tem que ser balanceada e quanto mais interação houver, melhor”, comentou.

  1. 5.    Aprendizagem orientada pelo comportamento

A Udemy acredita que a aprendizagem será guiada pela mudança de comportamento. “Os títulos não serão mais tão importantes, mas sim os relacionamentos”, afirmou Sergio Agudo.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247