“A luta contra a Reforma da Previdência continua”, diz José Airton

“A retirada da proposta da votação é uma vitória parcial, mas nós esperamos que essa vitória não possa ser uma armadilha que, após as eleições, possa voltar à pauta para prejudicar o nosso povo”, afirmou o deputado federal José Airton Cirilo, em discurso na Câmara dos Deputados, lembrando que o apoio dos movimentos sindicais e populares foi de extrema importância a fim de evitar a votação da PEC. “A nossa posição é de solidariedade, de apoio à luta de todos os movimentos sindicais e populares que estiveram na trincheira”, completou

“A retirada da proposta da votação é uma vitória parcial, mas nós esperamos que essa vitória não possa ser uma armadilha que, após as eleições, possa voltar à pauta para prejudicar o nosso povo”, afirmou o deputado federal José Airton Cirilo, em discurso na Câmara dos Deputados, lembrando que o apoio dos movimentos sindicais e populares foi de extrema importância a fim de evitar a votação da PEC. “A nossa posição é de solidariedade, de apoio à luta de todos os movimentos sindicais e populares que estiveram na trincheira”, completou
“A retirada da proposta da votação é uma vitória parcial, mas nós esperamos que essa vitória não possa ser uma armadilha que, após as eleições, possa voltar à pauta para prejudicar o nosso povo”, afirmou o deputado federal José Airton Cirilo, em discurso na Câmara dos Deputados, lembrando que o apoio dos movimentos sindicais e populares foi de extrema importância a fim de evitar a votação da PEC. “A nossa posição é de solidariedade, de apoio à luta de todos os movimentos sindicais e populares que estiveram na trincheira”, completou (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados na terça-feira (27), o deputado José Airton Cirilo (PT-CE), reafirmou que a luta contra a Reforma da Previdência continua, e que o povo não será prejudicado mais uma vez com os projetos desastrosos do governo Temer. “A retirada da proposta da votação é uma vitória parcial, mas nós esperamos que essa vitória não possa ser uma armadilha que, após as eleições, possa voltar à pauta para prejudicar o nosso povo”, afirmou o parlamentar.

José Airton lembrou que o apoio dos movimentos sindicais e populares foi de extrema importância a fim de evitar a votação da PEC da Previdência. “A reforma prejudica imensamente os direitos dos trabalhadores, sobretudo das mulheres trabalhadoras do nosso País. Por isso, a nossa posição é de solidariedade, de apoio à luta de todos os movimentos sindicais e populares que estiveram na trincheira de luta para que essa reforma fosse derrotada, como está sendo parcialmente”, discursou o cearense.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247