A reinvenção de Renan

Em rede nacional de TV, presidente do Senado celebra a 'Lei da Igualdade' e assume a paternidade da PEC das Domésticas, promulgada minutos antes diante de representantes das trabalhadoras domésticas; nesta terça, ele também esteve ao lado da presidente Dilma, no Ceará, no anúncio de medidas contra a seca; há dois meses no comando do Senado, ele já promoveu diversas medidas de contenção de custos; aos poucos, político alagoano reconstrói sua imagem após o massacre do movimento "Fora, Renan"

A reinvenção de Renan
A reinvenção de Renan
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - "Sei que esses direitos vão trazer novos custos para empregadores. Mas, assim como a liberdade tem um preço, assim como a democracia tem um preço, a igualdade também tem o seu preço", discursou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante pronunciamento transmitido em rede nacional de televisão nesta terça-feira, para anunciar a promulgação da PEC das Domésticas. Dois meses depois de assumir o Senado debaixo de protestos populares, Renan reforça a agenda positiva iniciada pelo anúncio de medidas para reduzir em R$ 300 milhões os gastos do Senado até 2015.

Ao apresentar a lei de forte apelo popular, o peemedebista disse que "o Brasil está assumindo que a igualdade é a regra, e a regra tem começar dentro de casa". "Até porque está mais do que comprovado que as nações mais justas são também as mais ricas e mais avançadas", continuou, no pronunciamento que foi transmitido pouco mais de uma hora após a promulgação da emenda em sessão do Congresso Nacional.

Na mensagem, Renan chega a comparar a 'Lei da Igualdade' à Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil. "Vejo, ainda, nesta lei um significado que vai além das garantias que ela traz para os trabalhadores  domésticos. Vejo que ela expressa nossa disposição de atuar sempre e cada vez mais em sintonia com a sociedade. E podem estar certos que novas conquistas virão. Afinal, é preciso que um país atinja o amadurecimento histórico, social e econômico para transformar a igualdade de um ideal abstrato em uma realidade concreta vivida por todos", afirmou.

Agenda positiva

A aparição de Renan na tevê dá sequência a uma agenda positiva que o presidente do Senado se impôs após voltar ao comando do Congresso Nacional. Seu retorno à presidência do Senado provocou muito barulho e, inclusive, inaugurou a era das petições online, com mais de 1,6 milhão de assinaturas pela sua renúncia, num movimento que ficou conhecido como "Fora, Renan". Nos dois meses em que está no cargo, contudo, o peemedebista anunciou medidas para reduzir os gastos do Senado em R$ 300 milhões (relembre), e o coro esfriou.

Nesta terça-feira, em mais uma demonstração de que está conseguindo virar a página, Renan representou o Senado na reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, em Fortaleza, acompanhando a presidente Dilma Rousseff. Na presença dos nove governadores da região e do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, a presidente anunciou medidas para combater os efeitos da seca no Nordeste, considerada uma das piores dos últimos 50 anos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email