Aborto: SUS gasta quase R$ 500 milhões com complicações

Em apenas 10 anos, as complicações de mulheres internadas por abortos geraram uma despesa para o SUS de R$ 486 milhões, sendo que 75% dos casos foram provocados; de 2008 a 2017, 2,1 milhões de mulheres foram internadas; dados constam em documento do Ministério da Saúde que vai subsidiar o STF na ação que pede a descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação

Aborto: SUS gasta quase R$ 500 milhões com complicações
Aborto: SUS gasta quase R$ 500 milhões com complicações
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em apenas 10 anos, as complicações com mulheres internadas por abortos geraram uma despesa para o SUS de R$ 486 milhões, sendo que 75% dos casos foram provocados. De 2008 a 2017, 2,1 milhões de mulheres foram internadas, de acordo com reportagem da Folha.

Esse levantamento consta no documento entregue pelo Ministério da Saúde entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) e deve subsidiar os ministros na ação que pede a descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação.

Questão que divide opiniões políticas e religiosas – cuja ilegalidade não evita sua prática -, a relatora da ação, a ministra Rosa Weber, marcou para os dias 3 e 6 de agosto realização de audiência pública sobre o tema.

Leia reportagem na íntegra aqui.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247