Ação de Doria fracassa e há fila de sem-teto à espera de emprego

Lançado com alarde por João Doria, o programa "Trabalho Novo", que tem o objetivo de empregar sem-teto da cidade de São Paulo, fracassou; o programa enfrenta agora um gargalo de contratações pelo setor privado, o que fez criar uma fila de sem-teto já treinados mas ainda sem uma vaga de emprego; atualmente, há 1.704 deles nessa situação

Lançado com alarde por João Doria, o programa "Trabalho Novo", que tem o objetivo de empregar sem-teto da cidade de São Paulo, fracassou; o programa enfrenta agora um gargalo de contratações pelo setor privado, o que fez criar uma fila de sem-teto já treinados mas ainda sem uma vaga de emprego; atualmente, há 1.704 deles nessa situação
Lançado com alarde por João Doria, o programa "Trabalho Novo", que tem o objetivo de empregar sem-teto da cidade de São Paulo, fracassou; o programa enfrenta agora um gargalo de contratações pelo setor privado, o que fez criar uma fila de sem-teto já treinados mas ainda sem uma vaga de emprego; atualmente, há 1.704 deles nessa situação (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Em março, o prefeito João Doria (PSDB) gravou um vídeo atrás de um balcão do McDonald's para anunciar a promessa de contratação de cem moradores de rua até o fim do ano pela rede de lanchonetes.

O anúncio trouxe visibilidade para o programa Trabalho Novo, criado pela gestão para dar emprego aos sem-teto que vivem nos centros de acolhimento na cidade.

Cinco meses depois, porém, apenas 43 moradores de rua foram admitidos pela rede de lanchonetes.

Outra parceria alardeada por Doria, desta vez com as lojas Riachuelo, empregou até o momento dez pessoas.

Segundo o McDonald's, 20 novas contratações serão feitas neste mês, enquanto a Riachuelo fala na expectativa de aumentar o número de vagas gradativamente.

Os dois casos são apenas exemplos de um novo cenário enfrentado por Doria. Após ter preenchido 1.144 vagas, o programa enfrenta agora um gargalo de contratações pelo setor privado, o que fez criar uma fila de sem-teto já treinados mas ainda sem uma vaga de emprego. Atualmente, há 1.704 deles nessa situação.

As informações são de reportagem de Mariana Zylberkan na Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247