Aceco indica propina para gestores do governo Alckmin

Em busca de um acordo de leniência com o Ministério da Transparência, a empresa de tecnologia da informação Aceco indicou o pagamento de propinas milionárias para gestores do governo de Geraldo Alckmin (PSDB); a firma fornece salas-cofre para órgãos públicos, inclusive federais

Aceco indica propina para gestores do governo Alckmin
Aceco indica propina para gestores do governo Alckmin (Foto: MASTRANGELO REINO/A2 FOTOGRAFIA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Em busca de um acordo de leniência com o Ministério da Transparência, a empresa de tecnologia da informação Aceco indicou o pagamento de propinas milionárias para gestores do governo de Geraldo Alckmin (PSDB). A firma fornece salas-cofre para órgãos públicos, inclusive federais, informa a coluna do Estadão

"As denúncias referem-se ao período em que a companhia era controlada por Jorge Nitzan. O comando da empresa foi vendido em 2014 e os novos controladores propuseram a leniência. Neste mês, contudo, Nitzan retomou a firma. Procurada, a Aceco disse desconhecer os fatos."

Cheia de contratos com governos, esta não é a primeira vez que a Aceco se vê investigada. No ano 2000, a empresa já era citada em supostas irregularidades, desta vez com o Senado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247