ACM Neto entrega metrô a Wagner nesta segunda

O governador Jaques Wagner (PT) recebe o prefeito ACM Neto (DEM) às 14h30 na Governadoria para assinatura do documento; e antes mesmo de formalizar a cessão, o democrata já comemora: "Agora é com o governo do estado"; maldito, o metrô foi responsável por estremecer a relação paz e amor entre petista e democrata

ACM Neto entrega metrô a Wagner nesta segunda
ACM Neto entrega metrô a Wagner nesta segunda
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Os soteropolitanos assistirão hoje a mais um capítulo da maior novela da história brasileira, que dura 14 anos e se chama metrô. Depois de adiada por 'complexidade técnica', a assinatura do termo de cessão da chamada linha 1 do metrô e dos trens do subúrbio está prevista para esta segunda-feira.

O governador Jaques Wagner (PT) recebe o prefeito ACM Neto (DEM) às 14h30 na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB) para assinatura do documento. Antes de formalizar a cessão, o prefeito já comemora. "Agora é com o governo do estado". Maldito, o metrô de Salvador foi o responsável por estremecer a relação paz e amor entre petista e democrata.

O entrave para a transferência do 'patrimônio' foi a falta de entendimento entre Wagner e ACM o valor da tarifação no modelo de passagem integrada entre o sistema metroviário e rodoviário urbano. Há duas semanas, no entanto, eles chegaram a um consenso e fixaram a taxa em R$ 1,10.

Está tudo certo para hoje. A menos que as 'forças ocultas', como diria o ex-prefeito João Henrique (PP), resolvam rondar o prédio da Governadoria no início da tarde.

Mas vale lembrar também que os cidadãos de Salvador não têm o que comemorar caso a transferência seja concretizada hoje, pois o ato se trata apenas de papel e de mais promessas.

Jaques Wagner afirma que a linha 1 (Lapa-Acesso Norte) vai funcionar apenas em conjunto com a 2, que irá (Deus sabe quando) do Acesso Norte à Estação Pirajá, e com o metrô da Paralela, que vai ligar Salvador a Lauro de Freitas ao longo da Avenida Paralela.

Nem uma pedra sequer foi removida da avenida por onde o transporte passará. Lá inclusive tem postos de gasolina e o Memorial Luís Eduardo Magalhães, bem no canteiro central.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247