ACM Neto nega tensão política com governador

O prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM) negou que esteja se desentendendo com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), no que diz respeito à transferência da execução das obras do metrô para o Governo Estadual; de acordo com o democrata, os encontros que ele vem tendo com o petista mostram que entre ambos o “tensionamento político é zero”

ACM Neto nega tensão política com governador
ACM Neto nega tensão política com governador
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM) negou que esteja se desentendendo com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), no que diz respeito à transferência da execução das obras do metrô para o Governo Estadual. De acordo com o democrata, os encontros que ele vem tendo com o petista mostram que entre ambos o “tensionamento político é zero”.

“Eu acho que as pessoas acabam superrelativizando coisas e, mais do que isso, somente eu e o governador temos noção plena do que está sendo tratado e da condução que está sendo dada nesse processo. Eu vejo leituras que não correspondem com a realidade”, afirmou ACM Neto em entrevista coletiva. A execução da obra de 12 quilômetros, dos quais seis já foram construídos, vem desde 1999 e não há sinais concretos sobre o cronograma.

O impasse se deve ao controle das linhas de ônibus que alimentarão o metrô. Enquanto prefeitura defende a implantação de um sistema de integração e cobrar separadamente as tarifas (ônibus e metrô), o Governo do Estado quer linhas alimentadoras cuja tarifa esteja embutida no sistema metroviário. Além disso, o Executivo municipal quer cobrar uma taxa de R$ 1,40 para os ônibus e o Estadual, R$ 0,95, investindo R$ 4,3 bilhões para não deixar a tarifa aumentar. O empreendimento ligará a Estação da Lapa à de Pirajá indo até o Acesso Norte, na Rótula do Abacaxi.

O prefeito ACM Neto negou desentendimentos com o governador Jáques Wágner. “Estávamos (eu e Jaques Wagner) juntos no evento da Copa, e dia 05 de abril a presidente vem a Salvador e estaremos juntos novamente. Semana passada eu conversei com o governador três vezes por telefone, nos encontraremos até o fim de semana, portanto, não queiram enxergar problema onde não existe”, afirmou.

O democrata disse que “se houver bom senso de lado a lado, uma nova proposta pode servir de ponto de convergência das posições de um lado e de outro e que com isso a gente possa fechar esse assunto quem sabe até a próxima semana”. O gestor municipal não quis divulgar a data do encontro com o governador. “Já está marcado, mas deixa a assessoria de imprensa do governador informar ou não – eu não sei se ele pretenderá dar divulgação – até porque eu só pretendo falar em detalhes sobre esse assunto depois que nós chegarmos a um entendimento final”, acrescentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email