ACM pode desistir de disputar governo da Bahia

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), considera com mais força a possibilidade de não deixar a prefeitura para disputar o governo do Estado; se perder para o governador Rui Costa, que vai à reeleição, ACM Neto ficaria sem mandato até 2022, tempo demais longe do eleitor para quem depende de votos; além disso, a legislação eleitoral o impede de tentar voltar à prefeitura em 2020

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), considera com mais força a possibilidade de não deixar a prefeitura para disputar o governo do Estado; se perder para o governador Rui Costa, que vai à reeleição, ACM Neto ficaria sem mandato até 2022, tempo demais longe do eleitor para quem depende de votos; além disso, a legislação eleitoral o impede de tentar voltar à prefeitura em 2020
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), considera com mais força a possibilidade de não deixar a prefeitura para disputar o governo do Estado; se perder para o governador Rui Costa, que vai à reeleição, ACM Neto ficaria sem mandato até 2022, tempo demais longe do eleitor para quem depende de votos; além disso, a legislação eleitoral o impede de tentar voltar à prefeitura em 2020 (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), considera com mais força a possibilidade de não deixar a prefeitura para disputar o governo do Estado. 

Se perder para o governador Rui Costa, que vai à reeleição, ACM Neto ficaria sem mandato até 2022, tempo demais longe do eleitor para quem depende de votos.

A legislação eleitoral o impede de tentar voltar à prefeitura em 2020, porque isso seria considerado um terceiro mandato consecutivo.

As informações são da Coluna do Estadão

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247