Acordo Marta-Andrea é novo capítulo da guerra Serra-Alckmin

"O pano de fundo da aliança é a corrida presidencial de 2018. Ao inflar sua velha rival, Serra atrapalha Geraldo Alckmin, que lançou o estreante João Doria. O ministro e o governador medem forças no PSDB enquanto o senador Aécio Neves tenta acertar as contas com a Lava Jato", diz o colunista Bernardo Mello Franco, ao comentar a aliança entre Marta Suplicy e Andrea Matarazzo, costurada por José Serra, que tenta minar o governador paulista Geraldo Alckmin

"O pano de fundo da aliança é a corrida presidencial de 2018. Ao inflar sua velha rival, Serra atrapalha Geraldo Alckmin, que lançou o estreante João Doria. O ministro e o governador medem forças no PSDB enquanto o senador Aécio Neves tenta acertar as contas com a Lava Jato", diz o colunista Bernardo Mello Franco, ao comentar a aliança entre Marta Suplicy e Andrea Matarazzo, costurada por José Serra, que tenta minar o governador paulista Geraldo Alckmin
"O pano de fundo da aliança é a corrida presidencial de 2018. Ao inflar sua velha rival, Serra atrapalha Geraldo Alckmin, que lançou o estreante João Doria. O ministro e o governador medem forças no PSDB enquanto o senador Aécio Neves tenta acertar as contas com a Lava Jato", diz o colunista Bernardo Mello Franco, ao comentar a aliança entre Marta Suplicy e Andrea Matarazzo, costurada por José Serra, que tenta minar o governador paulista Geraldo Alckmin (Foto: Leonardo Attuch)

SP 247 – A aliança entre Marta Suplicy, do PMDB, e Andrea Matarazzo, do PSD, na disputa municipal é o novo capítulo da guerra entre José Serra e Geraldo Alckmin, segundo aponta o colunista Bernardo Mello Franco, no artigo A vaca voou

"O pano de fundo da aliança é a corrida presidencial de 2018. Ao inflar sua velha rival, Serra atrapalha Geraldo Alckmin, que lançou o estreante João Doria. O ministro e o governador medem forças no PSDB enquanto o senador Aécio Neves tenta acertar as contas com a Lava Jato", diz ele.

"A chapa Marta-Matarazzo parece ter potencial. A ex-prefeita ganha tempo de TV e passa a contar com um puxador de votos na parte rica da cidade. Ela precisa reduzir a rejeição nos bairros centrais, que buscam alguém que seja capaz de derrotar o PT e não se chame Celso Russomanno", afirma. "A missão da senadora será difícil, mas não chega a ser impossível. Há quatro anos, Fernando Haddad virou prefeito depois de unir Lula e Paulo Maluf na mesma foto."

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247