Adão aponta ruptura PT-PMDB para deixar a Seduc

O agora ex-secretário estadual de Educação, Adão Francisco de Oliveira, justificou a sua decisão de entregar o cargo, ao dizer que a tensão entre PT e PMDB no cenário político nacional desgasta a relação entre os dois partidos nos estados; "Para deixar o governo mais confortável, eu tomo essa decisão, sendo euum dos expoentes, militante e filiado ao Partido dos Trabalhadores", afirmou; veja o vídeo

O agora ex-secretário estadual de Educação, Adão Francisco de Oliveira, justificou a sua decisão de entregar o cargo, ao dizer que a tensão entre PT e PMDB no cenário político nacional desgasta a relação entre os dois partidos nos estados; "Para deixar o governo mais confortável, eu tomo essa decisão, sendo euum dos expoentes, militante e filiado ao Partido dos Trabalhadores", afirmou; veja o vídeo
O agora ex-secretário estadual de Educação, Adão Francisco de Oliveira, justificou a sua decisão de entregar o cargo, ao dizer que a tensão entre PT e PMDB no cenário político nacional desgasta a relação entre os dois partidos nos estados; "Para deixar o governo mais confortável, eu tomo essa decisão, sendo euum dos expoentes, militante e filiado ao Partido dos Trabalhadores", afirmou; veja o vídeo (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O agora ex-secretário estadual de Educação, Adão Francisco de Oliveira, justificou a sua decisão de entregar o cargo, ao dizer que a tensão entre PT e PMDB no cenário político nacional desgasta a relação entre os dois partidos nos estados.

"Para deixar o governo mais confortável, eu tomo essa decisão, sendo euum dos expoentes, militante e filiado ao Partido dos Trabalhadores", afirmou durante entrevista à Gazeta do Cerrado.

"Conseguimos, em um ano e meio, criar as condições para aqui na secretaria implementássemos uma política integral e humanizada para reverter um quadro muito nefasto da desigualdade social".

Veja o vídeo: 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247