Adélio revela ter “desistido” de matar Bolsonaro

Existia uma especulção sobre uma possível influência do PCC tanto na facada em 2018 como num futuro atentado, mas isso foi descartado pela PF

(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral em 2018, aparenta ter “desistido” de seu plano de matar o presidente, segundo um funcionário da Penitenciária Geral de Campo Grande, onde Adélio se encontra. O ex-presidente Michel Temer também estaria incluído neste plano.

O funcionário revelou que Adélio “está calmo, diminuiu com as alucinações e apresenta uma mudança positiva de comportamento”. 

As informações foram reportados no Uol, por Amaury Ribeiro Jr.

Segundo algumas pessoas próximas de Adélio na prisão, ele alimentava o plano de matar Bolsonaro com ajuda do Primeiro Comando da Capital (PCC), o que levou alguns a especular sobre uma possível influência da organização criminosa na facada em 2018. No entanto, a PF descartou esta hipótese no ano passado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email