Aécio critica Dilma após visita a enchentes de Minas

Senador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG), que será o candidato do PSDB à presidência da República em 2014, criticou, no Facebook, as ações do governo federal contra enchentes, no dia em que a presidente Dilma Rousseff sobrevoou, em Minas, áreas atingidas pelas enchentes, ao lado do governador tucano Antonio Anastasia e do ministro Fernando Pimentel, pré-candidato ao governo mineiro; "somente 14 obras anunciadas pelo PAC 2 destinadas à prevenção de áreas de risco foram concluídas até o inicio de setembro", disse Aécio; "juntas, elas somam o montante de R$ 55 milhões, o que representa menos de 0,5% dos 11 bilhões prometidos, para essa questão, em 2011"

Governador Valadares - MG, 27/12/2013. Presidenta Dilma Rousseff durante sobrevoo das áreas atingidas pelas chuvas em Governador Valadares.Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Governador Valadares - MG, 27/12/2013. Presidenta Dilma Rousseff durante sobrevoo das áreas atingidas pelas chuvas em Governador Valadares.Foto: Roberto Stuckert Filho/PR (Foto: Leonardo Attuch)

247 - O presidenciável tucano Aécio Neves (PSDB-MG) usou sua página no Facebook para criticar as ações do governo Dilma de prevenção a enchentes. Ontem, a presidente Dilma Rousseff foi a Minas e sobrevoou áreas alagadas ao lado do governador Antonio Anastasia e do ministro Fernando Pimentel, pré-candidato ao governo – no estado, mais de 10 mil pessoas estão fora de suas casas. Segundo Aécio, o governo investiu menos do que deveria em prevenção.

Leia, abaixo, a mensagem postada pelo senador no Facebook:

As visitas da presidente Dilma às áreas atingidas pelas chuvas têm dois sentidos diferentes e contraditórios. Um diz respeito ao país que ela representa, o outro ao governo pelo qual ela é responsável.

O primeiro aspecto tem importante valor simbólico: sua presença representa a solidariedade de todo o país aos brasileiros atingidos pelas chuvas. No entanto, lamentavelmente, a presidente se omitiu com relação à sua responsabilidade como governante. Nenhuma palavra sobre as promessas feitas em tragédias anteriores e nunca cumpridas; nenhuma palavra sobre as poucas obras que se arrastam sem conclusão; nenhuma palavra sobre a baixíssima execução do orçamento nessa área.

Basta dizer que somente 14 obras anunciadas pelo PAC 2 destinadas à prevenção de áreas de risco foram concluídas até o inicio de setembro. Juntas, elas somam o montante de R$ 55 milhões, o que representa menos de 0,5% dos 11 bilhões prometidos, para essa questão, em 2011.

Solidariedade é muito importante. Mas, no caso dos governantes, precisa ser a outra face da responsabilidade. - Aécio Neves


Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247